top of page

Um susto, uma reflexão

O piloto missionário pousou no rio, mas não esperava que a terra estivesse tão instável.


Abaixo, o testemunho de um piloto missionário que viveu o inesperado e refletiu sobre nossa fragilidade e dependência de Deus. Leia e conheça mais sobre o dia em que Lauro Pasquini amarrou o avião no barranco, mas não conseguiu mais se mover.



Do céu para a terra!

"Ontem, pousei em uma comunidade ribeirinha no Rio Purus. Estamos na época da seca, então o rio está baixando e os barrancos aparecendo na frente das comunidades ribeirinhas. Depois do pousar, “estacionei” o avião no barranco, e pulei para poder amarrar o avião, para a correnteza não arrastá-lo de volta para o meio do rio. Desci da cabine, andei em cima do flutuador, e pulei para terra para amarrar o avião. Para minha surpresa, a terra não estava firme. Era uma lama só. E, como você pode ver na foto, afundei até o joelho. Tentei caminhar um pouco mais pra sair da lama, mas a cada movimento que fazia, eu afundava mais. Era como estar no meio da areia movediça. Um rapaz da comunidade me ajudou a sair. Ainda bem que meus passageiros tinham ficado dentro do avião, esperando eu amarrar o avião em 'terra firme'."


Sozinho não é possível!

"No final do voo, quando estava voltando, fiquei pensando naquela experiência, e pensei como aquilo pode ser comparado com as situações da vida. Muitas vezes, estamos presos, e não conseguimos nos retirar do que nos oprime. Eu só saí da situação que estava, preso na terra, porque um ribeirinho me ajudou. Sozinho, eu não ia conseguir. Quanto mais eu me mexesse, mais eu afundaria. Provavelmente teria afundado até o pescoço, até perceber que tinha que ficar quietinho esperando por ajuda. Há muitas pessoas que ainda não tiveram a chance de ouvir o Evangelho libertador e de amor de Jesus Cristo. O Evangelho que acolhe, socorre, transforma. E, assim, estão nesta situação de aflição, espiritualmente falando."



"Eu estava preso, mas recebi ajuda. Tem muita gente que também precisa de ajuda, física e espiritual. Precisa de um socorro, uma palavra de amor e benção. Uma palavra de libertação e cura. A gente está indo às comunidades para dizer para as pessoas que existe uma saída. Que não é por forças próprias. A gente precisa de uma ajuda externa. Uma ajuda divina, uma ajuda do Alto. Da ajuda de Jesus. Esta é a única forma de viver em abundância, em liberdade e amor, e ter a esperança de vida plena e eterna, com Deus."


O amor que nos resgata!

Socorrer é uma benção do Senhor. Ir aos que precisam é o chamado que Deus nos dá. Vem com a gente nesta missão, de levar desenvolvimento comunitário, acesso à água potável e à Água Viva. Apoie os voos missionários. Participe das viagens missionárias. Contribua.



 

ENVOLVA-SE


0 comentário

Comentários


bottom of page